Tratamentos

Notícias

o que são implantes dentários?

O que são implantes dentários?

12 Julho 2022

IMPLANTES DENTÁRIOS

Cada vez mais ouvimos falar de implantes dentários. O papel do implante é cada vez mais uma solução procurada por quem perdeu os seus dentes naturais, principalmente devido ao elevado conforto que o mesmo traz. O implante dentário pode ser adaptado a diferentes situações, como é o caso da colocação de apenas um, ou, contrariamente, vários.

A constante evolução tecnológica dos exames auxiliares de diagnóstico têm permitido que estas substituições por implantes sejam cada vez mais previsíveis, personalizadas e cómodas para os pacientes.

 

A IMPLANTOLOGIA

A Implantologia é exatamente o ramo da Medicina Dentária que inclui procedimentos relacionados com a substituição de dentes perdidos por implantes dentários e atos cirúrgicos associados.

É sem dúvida uma área que permite proporcionar aos nossos pacientes uma boa saúde oral, ao mesmo tempo que devolve o aspeto e função de uma boca natural.

 

O QUE SÃO IMPLANTES DENTÁRIOS?

Os implantes dentários equivalem às raízes artificiais dos dentes e são colocados no osso do maxilar. Podem ser colocados no maxilar superior ou inferior e atuam exatamente como os dentes naturais: permitem mastigar, sorrir, e todas as restantes funções. Contrariamente às próteses removíveis, que são necessárias retirar da boca para serem higienizadas, os implantes dentários carecem dos mesmos cuidados de higiene oral que os dentes normais: escovagem diária, utilização da fita dentária, juntamente com consultas de higiene oral regulares.

Ao dispormos de um implante corretamente colocado, este servirá de suporte a uma coroa. A coroa é o elemento protético observado pelo paciente que o identifica ao dente. As técnicas e os materiais atualmente disponíveis para a sua elaboração permitem-nos efetivamente considerar este bio mimetismo.

É importante frisar que o paradigma atual da Medicina Dentária prevê uma abordagem conservadora. Assim, os implantes servem o tratamento de zonas com dentes ausentes e não a substituição de dentes. Procuramos instituir uma cultura de prevenção para a saúde oral junto do paciente e dispor de um leque cada vez mais alargado de tratamentos que salvaguardem a saúde do dente e dos tecidos periodontais que o rodeiam.

 

QUANTOS IMPLANTES DENTÁRIOS DEVEMOS COLOCAR?

Existem diversas situações clínicas e o número de implantes a colocar vai sempre depender disso mesmo. No Instituto de Implantologia® olhamos para cada caso como sendo único. Isto significa que será apenas com um rigoroso diagnóstico clínico e radiográfico que poderemos determinar o tipo de reabilitação necessária e o número de implantes a ser colocado.

Por exemplo, numa reabilitação de um desdentado total (os casos em que colocamos uma prótese fixa imediata), o número de implantes a ser colocado é uma questão controversa. A opção de se colocar 4, 6 ou 8 implantes vai estar diretamente relacionada com diferentes fatores, dos quais se destacam a quantidade e qualidade do osso. Muitas vezes vários Médicos Dentistas defendem a colocação indiscriminada de 4 implantes para a reabilitação dos maxilares, mas este número poderá ser insuficiente  e deverá apenas ser utilizado em algumas situações clínicas.

 

QUAIS OS TIPOS DE IMPLANTES DENTÁRIOS QUE SE UTILIZAM MAIS?

Consoante a natureza do material que compõe o implante, podemos destacar 2 tipos principais de implantes dentários: em titânio ou liga de titânio e em zircónia ou liga de zircónia.

Por apresentar uma elevada biocompatibilidade com os tecidos do organismo do corpo humano, favoráveis características mecânicas e acima de tudo resultados previsíveis a longo e médio prazo, o titânio tem sido o material “gold standard” até aos dias de hoje na produção de implantes.

Contudo, são cada vez mais os pacientes que procuram um conceito “metal-free”. Esta questão, a juntar à aparência branca ao invés do cinza metálico dos implantes em titânio e a menor tendência a colonização bacteriana, faz com que sejam cada vez mais reconhecidas as vantagens dos implantes cerâmicos.

 

FUMADORES E DOENTES DIABÉTICOS PODEM COLOCAR IMPLANTES?

Os fumadores e os doentes diabéticos podem realizar a cirurgia para a colocação de implantes, mas devem ser sempre alertados para os riscos que a sua condição sugere neste tipo de casos. Segundo a evidência científica, ser fumador de mais de 10 cigarros por dia ou ser diabético tipo II não controlado ou tipo I, poderá diminuir de 6% a 10% a taxa de sobrevivência dos implantes.

Desta forma, estes pacientes devem ter acesso a este tipo de tratamento, mas devem ser sujeitos a controlos periódicos com intervalos mais curtos, geralmente de 3 em 3 meses.

 

QUANTO TEMPO DURA UM IMPLANTE DENTÁRIO? QUAL O SEU TEMPO DE VIDA?

Esta é uma das questões que recebemos com maior frequência. Gostamos sempre de explicar que não podemos pedir a um implante que dure a vida inteira de um paciente, quando o seu dente natural não teve esse comportamento. Mesmo assim, segundo os dados possíveis de obter através de estudos longitudinais ou ensaios clínicos com maior seguimento são animadores e perspetivam a sobrevivência e sucesso a longo prazo muito significativo.

Cuidados de higiene oral adequados e consultas de manutenção regulares, são igualmente aspetos importantes a cumprir para manter a longevidade do implante.

Do que depender da nossa equipa clínica, tudo faremos para garantir o sucesso da reabilitação com implantes dentários durante muitos e longos anos.

Definições de Cookies

O Instituto de Implantologia pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies permitem-nos analisar a utilização do site, por forma a podermos medir e melhorar o respectivo desempenho.
Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.

Cookies Necessários
Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.