Notícias

24 OUT 2016 Gerais-

Professor João Caramês: Figura do Ano 2016 na Área da Implantologia

Professor João Caramês: Figura do Ano 2016 na Área da Implantologia

Durante a entrega dos Prémios Saúde Oral 2016, o médico dentista João Caramês foi distinguido com o Prémio Figura do Ano na Área da Implantologia. Quisemos saber o que representa a conquista do troféu e quais os projetos para o futuro.

O que representa para si vencer o Prémio Figura do Ano na Área da Implantologia?

Uma enorme honra, satisfação e como pude expressar no momento de receber o prémio, um reconhecimento que simbolicamente partilho com toda a minha equipa. Ao longo da minha carreira tive o privilégio de ir colecionando alguns prémios de mérito clínico e académico. Nunca me senti melhor médico ou professor por cada prémio ganho. Não obstante, todos constituíram um estímulo a fim de estar à altura de tudo o que de mim é esperado.

Como tem sido o seu percurso na medicina dentária e porque escolheu esta área?

O meu percurso na Medicina Dentária é marcado por vários momentos importantes. Enquanto aluno e assistente convidado da FMDUL, no início da carreira académica, faço questão de relembrar a vivência com o Professor Simões dos Santos. Um ‘mestre’ e pedagogo que, pela sua exigência, virtuosismo e humanismo na profissão marcaram indelevelmente a minha forma de estar na Medicina Dentária.

Anos mais tarde, a experiência nos Estados Unidos e o privilégio de contactar com Professores como Dennis Tarnow, Gary Greenstein, Stuart Froum ou Leonard Linkow na NYU foram fundamentais para a abertura de novos horizontes que até à data não vislumbrava. Este período permitiu-me desenvolver uma cultura de excelência no exercício clínico da reabilitação oral e estimular um grau de atualização científica que até hoje me acompanha e procuro transmitir aos alunos.

A nível clínico destacaria dois momentos: a criação do Instituto de Implantologia em 1996 e o momento presente em que estamos prestes a celebrar 20 anos da sua existência. Somos uma clínica que, mantendo a singularidade do seu espaço físico, soube crescer e consolidar-se durante este período, sem a voracidade ou tentação de se ramificar por múltiplos espaços. Tenho um enorme orgulho no percurso percorrido, na equipa clínica diferenciada criada, e entendo que só este princípio de centralização permite um total controlo da qualidade dos tratamentos prestados, não apenas na área da Reabilitação Oral e Implantologia, mas em todas as outras áreas da Medicina Dentária. Felizmente ainda consigo aceder a todos os pacientes que diariamente solicitam a minha ajuda para extensas e complexas reabilitações orais ou para a resolução de complicações pós-reabilitação com implantes.

Os milhares de pacientes que comigo partilharam a satisfação por um ‘novo sorriso’, uma melhor saúde e quase sempre, uma maior autoestima, são a melhor razão para ter escolhido esta profissão.

Projetos para o futuro?

Observo a necessidade de um exercício cada vez mais exigente e cuidado da nossa profissão. Sempre assumi esta forma de estar perante pacientes e colegas. A realidade atual observada na Medicina Dentária em Portugal, caracterizada por um excesso de oferta e por pacientes cada vez mais sabedores do que pretendem é bem diferente da existente no passado.

Quem não assimilar esta postura será irremediavelmente ultrapassado. Sempre mobilizei toda a energia para ser pioneiro na Implantologia em Portugal. O meu maior projeto será sempre garantir um continuum desta liderança, quer pela inovação no exercício clínico, quer pela promoção da investigação nesta área. Igualmente encaro como projeto gerar gradualmente um legado de conhecimento (para não dizer escola) aos colegas mais novos da nossa equipa. Serão também eles o futuro da Implantologia em Portugal. Os mais de 20 anos de exercício da profissão nesta área, humildemente geram esta consciência e responsabilidade.

© 2017 Instituto de Implantologia. Todos os direitos reservados.
Scroll para
ver mais